FGTS Digital entra em vigor no Brasil já nesta sexta-feira

A partir desta sexta-feira (1º), o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) passa por uma revolução digital com o lançamento do FGTS Digital, substituindo o antigo sistema Conectividade Social/Caixa. Esta inovação promete trazer economia de tempo e maior transparência tanto para empregadores quanto para trabalhadores, conforme anunciado pelo ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho.

Como funciona

O FGTS Digital funcionará integrado ao e-Social, o registro eletrônico de empregados, para simplificar e agilizar o processo de envio de informações relacionadas ao FGTS. Através da internet, o novo sistema permitirá a geração de guias de recolhimento, facilitando o pagamento mensal do FGTS, além de rescisões e multas rescisórias.

Inovações

Uma das inovações do sistema é a possibilidade de usar o Pix para efetuar os pagamentos, o que representa uma significativa redução de burocracia para os empregadores e uma melhora na rapidez da atualização dos saldos nas contas individuais dos trabalhadores no FGTS. O Ministério do Trabalho e Emprego destaca que o FGTS Digital aumentará a confiabilidade e eficiência do processo.

Outra novidade destacada por Luiz Marinho durante a apresentação é a inclusão de uma funcionalidade que permite aos trabalhadores solicitar empréstimos consignados diretamente com os bancos, usando sua folha de pagamento como garantia, sem necessidade de consulta prévia ao empregador. Este avanço promete trazer ainda mais autonomia financeira aos trabalhadores brasileiros.

O que faz o FGTS Digital

O FGTS Digital não apenas agiliza o pagamento de contribuições em atraso, permitindo o recolhimento de vários meses em uma única guia, mas também automatiza o cálculo das multas do FGTS e a atualização de salários de períodos anteriores, incluindo o pagamento de indenização compensatória.

Quem fez

Desenvolvido em colaboração entre o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, a Caixa Econômica Federal, o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e o Conselho Curador do FGTS, o sistema será adotado por cerca de 4,5 milhões de empregadores, beneficiando mais de 50 milhões de trabalhadores. A expectativa é de que sejam emitidas mensalmente 7 milhões de guias para o recolhimento do fundo.

MN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *