“PLANO B” Oposição já discute indicar Camilo Figueiredo como candidato a Prefeito e Chiquinho do SAAE Vice

A decisão do Ministro do TSE Edson Fachin que acolheu o pedido de liminar ajuizada pelo Ministério Público Eleitoral no Maranhão e condenou o prefeito do município de Codó Francisco Nagib Buzar de Oliveira e o vice-prefeito José Francisco Lima Neres por abuso de poder econômico e compra de votos nas eleições de 2012, deve provocar mudanças radicais no cenário eleitoral de Codó.

De acordo com advogados ouvidos pelo Blog do Alberto Barros, dificilmente o candidato do PSD conseguirá reverter tal decisão. Isso porque a Lei das eleições sofreu alterações em 2009 no quesito inelegibilidade, ou seja, toda e qualquer pendencia judicial que possa causar o impedimento de candidatura que era analisada no ato da diplomação do candidato, passou a ser decidida quando do registro da candidatura. Sendo assim, ao tentar obter o Registro de Candidatura que dever ser feito até o dia 26 de setembro de 2020, Zé Francisco continuará inelegível e deverá ter seu pedido indeferido (Negado) o impossibilitando de ser candidato.

CAMILO É O PLANO B

Diante do impedimento de Zé Francisco, o Grupão liderado pelo ex-prefeito Biné Figueiredo já discute a formação de uma chapa encabeçada por Camilo Figueiredo como candidato a Prefeito e Chiquinho do SAAE como Vice, já que Biné é ficha suja e Pedro Belo está sem partido. Em se confirmando todo esse desdobramento, o favoritismo de Zito Rolim tende a crescer ainda mais, devido a alto índice de rejeição do ex-deputado Camilo Figueiredo. Caberá agora a justiça eleitoral decidir o destino de Zé Francisco e seus aliados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *